Inteligência Emocional – Liberte os Josés…

Inteligência Emocional – Liberte os Josés…

 

A primeira regra que deveria ser considerada por pessoas e empresas que trabalham com inteligência emocional, é esquecer o hábito de setorizar tudo, agrupar tudo, rotular tudo!

Se você é um instrutor, treinador ou expert em Inteligência Emocional, por favor, seja congruente e pare de enquadrar pessoas em grupos e lhe embutir rótulos. Principalmente quando você não tiver uma formação nas áreas da psique. Se você não for psicólogo ou psiquiatra, pare de achar que pode diagnosticar as pessoas e trata-las apenas com seus aprendizados teóricos.

As pessoas, são seres dinâmicos, em constante experiência e mudanças, por isso: …aplicar um teste e definir em 4 possibilidades todas as pessoas…enquadraria 7bilhões de seres? Apenas em 4 qualidades estaria a solução de tudo?

Existem inúmeros métodos para analisar comportamentos, o teste que você aplica é apenas mais um, não estou aqui questionando a funcionalidade no ambiente corporativo, acredito que aplicado dentro de um objetivo certo e sob a direção de pessoas certas, dê certo para o propósito que se dispõe. Porém o modo como algumas pessoas tem utilizado os testes realmente me assusta. Algumas pessoas, acham que a ferramenta desenvolvida para uma aplicação em um determinado ambiente, pode ser generalizada, sem deixar espaço para o novo.

Muitas vezes, esquecemos que as pessoas não são estáticas, nem as situações, até mesmo as ferramentas de avaliações. Nem sequer deixamos as avaliações em aberto, para os questionamentos baseados nas situações que forem surgindo, exceto algumas raras empresas, não estamos ainda preparados no ambiente corporativo para receber o Sr. José de cabelo azul com óculos vermelho e camisa rosa. Pelo simples fato de padronizarmos tudo!

Mas, queremos que o Sr. José faça além do colorido do Romero Britto, mesmo não o deixando morar no seu mundo de arco-íris e lhe impondo todo o nosso contexto, com mesas em disposições padronizadas.

Sr. José, jamais sentará no chão, jamais usará paletó roxo nessa empresa; …”ele esta aqui para desenvolver produtos e precisa ter FOCO”.

Mas, “criatura de Inteligência suprema Emocional”, o Sr. José é multifocal!!! Ele pensa várias coisas ao mesmo tempo, ele tem e precisa desenvolver vários projetos ao mesmo tempo! Isso mesmo! Ele para um e começa o outro e volta naquele e depois começa outro e por fim, quando você achar que ele é louco com vários projetos ao mesmo tempo, ele conseguirá fazer uma conexão incrível da qual você nunca imaginou e os unir todos em um único projeto final, como se fosse um grande troféu.

Então, deixe a mente de todos os Josés livre! pare de enquadrá-los ou terá sempre “Pedros” carregando pedras na sua empresa e sua empresa apenas carregará pedras de um lado para o outro! A imagem do Sr. José poderia facilmente traduzir o potencial criativo, desde a aparência, mas é preciso saber interpretá-la para não confindi-lo e enquadrá-lo em tribos urbanas.
Se você procura inovação, abra caminho para a criatividade e esteja preparado para o NOVO!

Obs.: Os nomes José e Pedro foram usados para exemplificar. Muito obrigado a todos os Josés e Pedros. Principalmente ao meu filho João PEDRO, que é fonte da minha inspiração.

Os comentários estão encerrados.